Projeto “Relojoaria do João” é apresentado no maior encontro de Educação de Matemática do Brasil

O estudante da Faculdade de Ensino Superior de Linhares (Faceli), Gabriel Hülle Cardoso, acompanhado do mestre do curso de Pedagogia, Cidimar Andreatta. Foto: Divulgação.

O estudante da Faculdade de Ensino Superior de Linhares (Faceli), Gabriel Hülle Cardoso, acompanhado do mestre do curso de Pedagogia, Cidimar Andreatta, representou a instituição no Encontro Nacional de Educação Matemática (Enem), com a apresentação do projeto “Uso de aplicativos digitais como ferramenta pedagógica para o ensino da Matemática”. O aplicativo digital “Relojoaria do João”, desenvolvido pelo estudante, foi criado no ano passado para atender o aluno da educação especial, João Vitor Santana, da EMEF José Modeneze, e agora se estendeu para mais 12 estudantes da escola. O evento aconteceu em Cuiabá (MT), entre os dias 14 e 17 de julho.

Gabriel disse que esta foi uma experiência única na vida dele. “Fiquei muito feliz com os elogios que recebemos sobre o projeto. No encontro passaram mais de 4 mil pessoas entre professores e estudantes de Pedagogia e foi uma oportunidade única para minha formação como estudante. Agradeço demais ao meu professor e a Faceli por ter me inscrito para apresentar esse projeto”, destacou o estudante.

“Ficou muito feliz em saber que o projeto que foi ampliado na própria rede municipal agora é conhecido em todo o Brasil. Que mais pessoas como o Gabriel criem ferramentas inovadoras para estimular o ensino-aprendizagem que é tão desafiador”, disse o prefeito de Linhares, Guerino Zanon.

Projeto “Relojoaria do João”.

O aplicativo digital “Relojoaria do João” é desenvolvido na EMEF José Modeneze, no bairro Canivete, hoje está em fase de teste, atendendo mais 12 estudantes da escola com diferentes tipos de deficiência, e visa despertar à vontade de aprender Matemática. É aplicado uma vez por semana aos estudantes para auxiliar no desenvolvimento da autonomia e o raciocínio matemático. O projeto do acadêmico de Pedagogia conta com o apoio técnico da Faculdade de Ensino Superior de Linhares (Faceli), da Prefeitura Municipal de Linhares.

Por Valda Ravani.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.