Sesp apresenta indicadores de monitoramento da violência na região noroeste

A reunião de trabalho monitorou os resultados alcançados por três Áreas Integradas de Segurança Pública (AISPs): 02 (Nova Venécia), 11 (Barra de São Francisco) e 08 (Colatina). Foto: Sesp-ES.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, participou, na tarde dessa terça-feira (6), de uma reunião em Colatina para apresentação dos indicadores de criminalidade da região noroeste. O encontro faz parte do conceito de integração e monitoramento constante da violência do Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

A reunião de trabalho monitorou os resultados alcançados por três Áreas Integradas de Segurança Pública (AISPs): 02 (Nova Venécia), 11 (Barra de São Francisco) e 08 (Colatina).

O Guardião do Noroeste é a unidade em todo o Estado com o maior número de prisões decorrentes do cumprimento de mandados de prisão em aberto. Tal eficiência é fruto de um serviço integrado de inteligência que trabalha as informações de forma completa, que são colhidas em diversas fontes, além das denúncias anônimas e dados diversos colhidos da comunidade da região noroeste do Espírito Santo. 

Também foram apresentadas as ações positivas desenvolvidas pela unidade, entre elas, a Patrulha do Comércio atuante, a Patrulha Maria da Penha, além do combate às pequenas desordens e o trabalho desenvolvido pela Patrulha Rural e pelo Programa de Valorização Policial.

Somente este ano, cerca de 90 mil pessoas e 60 mil veículos já foram abordados em constantes operações de saturação, cercos táticos, blitzen, entre outras medidas de repressão e intensa fiscalização operacionalizadas por uma tropa de excelência.

Roberto Sá e o subsecretário de Gestão Estratégica da Sesp, coronel Antônio Marcos de Souza Reis, foram recepcionados pelo tenente-coronel Edmilson Batista Santos, Comandante do CPO Noroeste (Comando de Polícia Ostensiva Noroeste) e o tenente-coronel Gabriel Amâncio de Souza Porto, Comandante do 8° Batalhão, além das demais autoridades da Polícia Militar, comandantes e Oficiais do 2° e 11° BPM, além dos delegados de Polícia Civil da região.

Por Victor Muniz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.