Praia de Camburi é cenário de ação para chamar atenção sobre mortes no trânsito

Para Cleuzineia Brison, que mora nos Emirados Árabes Unidos e passa férias em Vitória, o número de mortes no trânsito é tão assustador que chega a emocionar. Foto: Adriano Zucolotto/Governo-ES.

Um total de 467 lápides, representando a quantidade de mortes de trânsito no Espírito Santo de janeiro até julho deste ano com mensagens alusivas às principais causas dessas vidas perdidas. Trata-se de uma intervenção urbana realizada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), na praia de Camburi, em Vitória, para marcar o início da Semana Nacional de Trânsito e mobilizar a sociedade para um necessário basta nas mortes nas vias. A ação teve início na manhã desta quarta-feira (18) e segue até domingo (22).

De acordo com relatório do Observatório de Segurança Pública do Espírito Santo, 467 pessoas morreram no Estado em decorrência de acidentes em vias urbanas e rurais nos sete primeiros meses deste ano. Deste total, 229 são motociclistas. Além disso, os dados mostram que os municípios da Serra, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, Vitória e Vila Velha lideram este ranking e que a maioria desses acidentes fatais ocorreram nos finais de semana.

O governador do Estado, Renato Casagrande, visitou a intervenção urbana e aproveitou a ocasião para fazer um alerta aos capixabas: “Este é um cenário que até assusta as pessoas. Mas é um trabalho para conscientizar a todos. A maioria dessas mortes poderiam ser evitadas e sabemos que são muitos jovens envolvidos nesses acidentes fatais. Por isso, é necessária muita responsabilidade de todos nós para que possamos preservar a vida no trânsito”, frisou Casagrande.

O diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, salienta que o objetivo desta intervenção é mostrar para os moradores dos 78 municípios capixabas, por meio da repercussão nos veículos de imprensa, sobre o risco que é ter comportamentos indevidos no trânsito.
“Por trás de 90% dessas mortes está a falha humana. Por mais que se aprimorem regras, que os veículos se tornem mais seguros e se invista em sinalização e fiscalização, é a conduta humana que é o determinante. Vale destacar que 50% das mortes, em média, são de jovens motociclistas. Fazemos um apelo porque o trânsito deve servir à vida e não a destruir, como tem acontecido no Espírito Santo”, revelou Givaldo Vieira.

Reações de quem passou por lá

A moradora da Serra, Leidiane Fonseca Oliveira, caminhava na praia quando se deparou com as lápides. Segundo ela, que está tirando a habilitação para motos, é triste a constatação, porém, a ideia é boa: “Faz a gente pensar. Li as frases e elas mexem com a gente. Temos que ficar mais atentos no trânsito. Fiquei assustada com os números. Tem muita gente jovem perdendo a vida no trânsito”, declarou.

Para Cleuzineia Brison, que mora nos Emirados Árabes Unidos e passa férias em Vitória, o número de mortes no trânsito é tão assustador que chega a emocionar. “Tenho uma filha de 18 anos e sempre falo com ela: se for para uma festa, não volte com um motorista que bebeu. Esta é uma ação importante de conscientização”, afirmou.

Cleuzineia estava acompanhada da irmã, Leila Brison Loiola, que mora na Capital e chamou atenção sobre uma das causas de morte nas vias. “O que mais me impactou é a mensagem sobre o uso do celular ao volante. Às vezes nos pegamos usando também e, em um segundo, pode acontecer um acidente”, lembrou.

Já o servidor público Leodone Batista da Silva, morador de Vitória, disse que viu a matéria sobre a intervenção na televisão e foi ver de perto. “Eu sempre tive medo de andar de moto, mas resolvi comprar uma. Vim aqui para passar essa mensagem de prudência no trânsito para os meus amigos. Esta é uma ação muito válida”, explicou Silva.

A intervenção urbana na praia de Camburi está em exibição na altura do Clube dos Oficiais. Perto das lápides, está afixado um totem explicativo que a pessoa pode acessar, por meio de um leitor de QR Code, o vídeo da campanha publicitária do Detran|ES sobre a Semana Nacional de Trânsito e a chamada para a hashtag da campanha nas redes sociais: #BastaDeMortesNoTrânsito.

Por Assessoria de Comunicação do Governo do ES.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.