ES produz 15% do total de flores que consome e setor pede apoio

A Comissão de Agricultura da Casa se reuniu nesta terça-feira (1º) para conhecer o projeto de implantação do Polo de Floricultura da Região Sul e Caparaó, elaborado em parceria da Associação dos Produtores de Flores e Plantas Ornamentais da região Sul/Caparaó (Sulcaflor) com o Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Universidade Federal do Espírito Santo (CCAE/Ufes) e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O professor e diretor do CCAE-Ufes, Dirceu Pratissoli. Foto: Ellen Campanharo.

O professor e diretor do CCAE-Ufes, Dirceu Pratissoli, destacou que o projeto pretende sensibilizar  a sociedade e o poder público para as dificuldades pelas quais passa a comunidade do Sul do estado e a oportunidade de reverter este quadro com ações como a da implantação do Polo de Floricultura.

Segundo Pratissoli o Espírito Santo conta com poucos produtores de flores e plantas orçamentais que representam apenas 15% do que é consumido aqui. Todo o restante vem de estados como Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

O engenheiro considera que é preciso valorizar e incentivar o potencial da região para que as famílias se mantenham no campo com melhor qualidade, através da geração de emprego e renda.

“Nossa reivindicação é para que a comissão nos apoie na implantação do projeto com emendas parlamentares que possam injetar investimentos na criação de unidades demonstrativas, pesquisa para o desenvolvimento de novas variedades, manejo correto, enfim, tecnologias adaptadas para o setor”, pediu.

Para o presidente da Sulcaflor, Clenilson Barbosa, o projeto vai proporcionar um incremento não só para a valorização e incentivo à agricultura como um todo, mas também no impacto social e ambiental. “O agroturismo vai ser ampliado positivamente, o Estado vai ter mais autonomia no setor e tudo isso sem agressão ao meio ambiente”, completou.

Sulcaflor

A Associação, fundada em 2017 por iniciativa dos agricultores da região, tem representação nos municípios de Guaçuí, Cachoeiro de Itapemirim, Muniz Freire, Alegre, Muqui, Ibitirama e Divino de São Lourenço.  “Nossa intenção é ampliar esta participação, pois temos condições e demanda para estes produtos”, lembra o presidente da Sulcaflor.

As principais plantas cultivadas na região são antúrio, copo-de-leite, folhagens e flores tropicais como bastão do imperador e sorvetão. 

Projeto de lei

Autora do Projeto de Lei (PL) 331/2019, que institui a Política Estadual de Incentivo à Floricultura de Qualidade e presidente da Comissão de Agricultura, a deputada Janete de Sá (PMN) defende que “é preciso ampliar o debate, se reunir com a Secretaria de Estado da Agricultura e instituições que possam dar suporte à implantação do polo, que significará um salto no incentivo à diversificação agropecuária capixaba”.

Colegiado

A Comissão de Agricultura se reúne, ordinariamente, às terças-feiras, às 10 horas. O colegiado é presidido pela deputada Janete de Sá. Também são membros efetivos os deputados Marcos Garcia (PV), vice-presidente, Adilson Espindula (PTB), José Esmeraldo (MDB), Freitas (PSB), Coronel Alexandre Quintino (PSL), Torino Marques (PSL), Dr. Emílio Mameri (PSDB) e Raquel Lessa (Pros). 

Por Márcia Tourinho | Ales.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.