Política estadual de floricultura é aprovada pelos deputados

Autora da matéria, deputada Janete de Sá agradeceu pelo apoio do Plenário. Foto: Tati Beling.

O Plenário da Assembleia Legislativa (Ales) aprovou durante sessão ordinária realizada na tarde desta segunda-feira (7) Projeto de Lei (PL) da deputada Janete de Sá (PMN) que institui a Política Estadual de Incentivo à Floricultura de Qualidade que, entre outras medidas, pretende dar acesso ao crédito rural para quem investir no segmento.

A matéria tramitava em regime de urgência e recebeu parecer oral pela aprovação nas comissões de Meio Ambiente e Finanças. Em seguida, foi ratificada pelo conjunto dos parlamentares em votação simbólica.

Após a aprovação, Janete pediu a palavra para justificar o voto. Ela agradeceu o apoio dos colegas e disse que o projeto surgiu nos debates da Comissão de Agricultura, presidida por ela, e que seria uma oportunidade econômica para as pessoas do interior.

“Nós vimos que o Sul do Estado tem hoje uma relação muito grande com as culturas do café e do gado de corte e de leite, mas falta no momento de dificuldade, quando o café e o leite estão com preço baixo, diversificação da produção. A gente está propondo nessa política que seja instalado um polo de floricultura, plantas exóticas e ornamentais na região do Caparaó e na Central Serrana”, explicou.

De acordo com a parlamentar, as regiões citadas possuem terra e clima propícios para o cultivo das flores. Além disso, que a floricultura é uma profissão que, em geral, é feita por mulheres e no âmbito da agricultura familiar.

Por fim, lembrou que o Estado possui vários polos de fruticultura que trouxeram bons resultados nos municípios onde foram instalados. “Nada melhor que criamos um polo de floricultura, de plantas exóticas e ornamentais. (..) Flor dá dinheiro”, destacou.

Quem também se manifestou sobre a proposta foi o deputado Luciano Machado (PV). Ele contou que havia se reunido com integrantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) do campus de Alegre para discutir a criação de polos de floricultura e fruticultura. “É importante juntarmos forças porque é uma das formas de trazer geração de emprego e renda e fortalecer a agricultura familiar”, pontuou.

Com a aprovação da iniciativa na Casa, ela segue agora para sanção do governador Renato Casagrande (PSB).

Por Gleyson Tete | Ales.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.