Eco101 inicia trabalhos na BR-101 para construção de dois novos viadutos no Contorno de Vitória

Fotos: Eco101.

A Eco101 acaba de iniciar a primeira fase dos trabalhos de construção de dois novos viadutos no Contorno de Vitória, localizados nos Kms 293 e 293,8 da BR-101. As estruturas vão eliminar dois cruzamentos existentes nas proximidades do bairro Nova Valverde, em Cariacica, permitindo mais fluidez e segurança para o tráfego, além de mais segurança para os pedestres que atravessam a rodovia. A construção dos dois viadutos, que têm previsão de conclusão em maio de 2021, fazem parte da ampliação, melhoria e duplicação da BR-101 e demandam investimentos da ordem de R$ 19,5 milhões, com geração de cerca de 100 empregos, entre diretos e indiretos.

Nesta primeira etapa, atuam no local equipes para fazer a limpeza do terreno e a construção das vigas que servirão de base aos viadutos. Em seguida, serão feitas as fundações e pilares para que as vigas sejam posicionadas. Nesta fase a empresa iniciará também a confecção das placas que darão acabamento aos aterros do viaduto. Durante as obras, desvios de tráfego precisarão ser implantados. Todas as alterações no trânsito serão devidamente sinalizadas e comunicadas previamente às comunidades vizinhas e aos usuários da rodovia, por meio de informações à imprensa e publicação nos canais de comunicação da empresa, como o Twitter (@_eco101), canal 0800 7701 101, painéis de mensagens na rodovia e placas indicativas.

No quilômetro 293, durante a execução da obra de implantação das passagens em desnível, o tráfego das pistas centrais será totalmente desviado para as pistas laterais em ambos sentidos. Nesse local há um cruzamento semaforizado que causa retenção no trânsito da região. A mudança será mantida até o final da obra. De acordo com o gerente de Engenharia da Eco101, Rodrigo Rodrigues, esse primeiro cruzamento será eliminado com o alteamento da BR-101, por meio de aterros no sistema “terra armada”. “A construção do viaduto, que terá cerca de 20 metros de comprimento, é feita no topo destes aterros. Ao final, a estrutura permitirá que o trânsito de veículos e pedestres do bairro flua pelas vias marginais e por baixo da BR-101”, explica.

O segundo viaduto será construído no quilômetro 293,8, de 35 metros, sobre a pista existente. A estrutura vai permitir que motoristas façam retornos seguros, tanto para o norte quanto para o sul. Além disso, os pedestres poderão cruzar a pista por cima da rodovia. Neste trecho específico, não haverá alterações no tráfego. Ainda segundo Rodrigues, para execução das obras será necessária a remoção de cerca de 8.500 m³ de rocha, que deverão ser escavadas nas margens da rodovia.

Contorno de Vitória

Desde que o Contorno de Vitória passou a integrar o Contrato de Concessão, em junho de 2018, conforme deliberação nº 343/2018 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Eco101 realiza intervenções no trecho, de 27 quilômetros, já tendo concluído sua recuperação emergencial. Essas primeiras intervenções, que demandaram investimentos de R$ 10 milhões, foram feitas para garantir a trafegabilidade e segurança no trânsito. 

Segurança

O Contorno de Vitória está recebendo sete novas passarelas, além das duas já existentes. As estruturas do km 287,3 em Nova Rosa da Penha; km 295,2, em Vila Capixaba; e km 285,8, em Nova Rosa da Penha, estão instaladas e em condições de uso pelos pedestres. Nesses locais, equipes realizam acabamentos finais e concluem a implantação de barreiras na pista. As estruturas do km 286,1, em Nova Rosa da Penha, km 295,4, em Vila Independência, km 292,6, em Santana, e km 288,3, em Flexal, já foram içadas e as equipes trabalham na implantação de rampas de acesso, dispositivos de segurança, como a finalização de guarda corpo, sinalização e iluminação das estruturas. A previsão é de que todas as estruturas estejam concluídas até novembro deste ano. 

Investimentos

Desde que assumiu a concessão, a Eco101 investiu na BR-101/ES, no período de seis anos, R$ 1,138 bilhão em obras de modernização, melhorias e ampliação e serviços operacionais. Esses recursos foram aplicados no recapeamento da estrada existente, na recuperação de dispositivos de drenagem, na construção de 12 bases de atendimento aos usuários (todas com ambulância e guinchos), na reforma de seis postos e três delegacias para a PRF, no nivelamento de 180 quilômetros de acostamento, na recuperação de sinalização horizontal e na substituição de seis mil placas de sinalização.

Fonte: Eco101.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.