Bandes prorroga vencimentos de parcelas de contratos de setores impactados pelo novo coronavírus

Medida emergencial beneficia setores fortemente impactados pelo do Covid-19. Foto: Divulgação

Atento ao cenário atual e solidário ao empresariado em meio à pandemia do Covid-19, o Banco de Desenvolvimento do espírito Santo (Bandes) busca criar condições para que as empresas possam superar os possíveis impactos que o avanço do novo coronavírus podem trazer para a economia. Desta maneira, o Bandes definiu suspender por 90 (noventa) dias as cobranças relativas aos contratos, com vencimento a partir de abril, de empresas que atuam nos segmentos de turismo, hotelaria, bares, restaurantes e entretenimento em geral, que estão sendo fortemente impactados.

A medida emergencial atende clientes do Bandes com contratos em dia e em setores impactados de imediato com o isolamento. Outros segmentos poderão ser incluídos com o desenrolar do cenário de crise.

Interessados na prorrogação dos vencimentos podem consultar a atual situação do contrato pelo WhatsApp do banco (27) 99891-7795, site ou e-mail proposta@bandes.com.br.

A medida visa a contribuir para manutenção da capacidade financeira dos estabelecimentos atingidos, aliviando seu caixa até que os impactos econômicos dessa pandemia sejam minimizados.

Como fazer?

Interessados em aderir à campanha deverão fazê-lo através do site do Bandes ou e-mail proposta@bandes.com.br.

Para os que optarem pelo procedimento on-line, basta preencher o formulário do site disponível no www.bandes.com.br/renegocia. A solicitação via e-mail pode ser encaminhada para o endereço proposta@bandes.com.br. Em ambos os canais é necessário informar o nome completo e CPF do titular do contrato – pessoa física – ou razão social e CNPJ – pessoa jurídica, além de telefone e e-mail para contato.

Após o recebimento do pedido, a equipe do Banco fará a análise e manterá contato com o cliente, informando se a proposta foi enquadrada ou não, prestando outras informações relevantes.

Por Bárbara Deps Bonato e Wilson Igreja Campos

AGRONEGÓCIOS CIDADES Cultura DIREITO & JUSTIÇA Economia Geral Internacional NOTÍCIAS OPINIÃO OPORTUNIDADES Política

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *