Deputados repercutem morte de cachorro em Jaguaré no ES

Dr. Rafael Favatto e Janete de Sá pediram que autor da crueldade seja punido com o rigor da lei | Foto: Tati Beling

O caso de um cachorro arrastado até a morte por um carro nas ruas de Jaguaré, no norte capixaba, foi repercutido por parlamentares na sessão híbrida desta terça-feira (13). Os deputados Dr. Rafael Favatto (Patri) e Janete de Sá (PMN) condenaram o ato e pediram punição ao autor da crueldade, ocorrida na noite desta segunda (12).

Presidente da Comissão de Proteção ao Meio Ambiente e aos Animais, Favatto exibiu o vídeo com algumas cenas – a ação foi gravada por câmeras de segurança da região. “Pessoas chegaram a ouvir o animal gritando. A cidade toda está revoltada. Nada justifica essa maldade. Se ele tem essa coragem para fazer com um animal, tem coragem de fazer com qualquer pessoa”, avaliou.

Citando a legislação, os parlamentares afirmaram que o suspeito pode responder por um período de prisão que varia de dois a cinco anos. “A CPI já está pedindo a pena máxima para esse rapaz, que cometeu um crime cruel contra um animal indefeso que não fez nada contra ele”, afirmou a Janete de Sá, presidente da CPI que apura maus-tratos contra animais.

Segundo ela, protetores de animais e sociedade foram para as redes sociais denunciar o caso, o que culminou com a prisão do homem. “O agressor, com medo de sofrer retaliação por parte da sociedade, se entregou e está preso em São Mateus”, revelou. “Queremos prisão para maus-tratos a todos os tipos de animais”, concluiu Janete.

Por Luciana Wernersbach


Siga A IMPRENSA ONLINE no InstagramFacebookTwitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.


Últimas notícias


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.