Janete Sá repercute morte de ambientalista na Ales

Luciana Antonini foi encontrada morta no sábado (17) na praia em Anchieta, com sinais de violência | Foto: Foto: Tati Beling

Durante a sessão ordinária híbrida desta terça-feira (20), a deputada Janete de Sá (PMN) repercutiu a morte da ambientalista carioca Luciana Antonini. Ela foi encontrada morta na praia em Anchieta, região sul do Espírito Santo, com indícios de violência e estupro. Antonini, socióloga e mestre em Geografia, era ativista da causa ambiental e animal, além de ser representante da Cáritas Internacional da Igreja Católica no Espírito Santo.

Janete disse que o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico legal (IML) de Cachoeiro e afirmou que vai pedir investigação rigorosa aos órgãos públicos do estado, ao governador e ao secretário de Segurança. Externou sua solidariedade à família e à Anchieta.

“Luciana conhecia os problemas da cidade e tinha valores grandiosos na construção de uma sociedade mais justa, de oportunidade para os mais pobres. É mais uma mulher que morre no estado e isso não pode se tornar uma banalidade”, afirmou.

Por Aldo Aldesco


Siga A IMPRENSA ONLINE no InstagramFacebookTwitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.


Últimas notícias


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.