STF julgará ideologia de gênero nas Escolas

Por Prof. Dr. Valmor Bolan

O STF irá julgar no próximo dia 11 de novembro, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5668), apresentada pelo PSOL, visando desconsiderar o que o Congresso Nacional havia decidido em 2014, em retirar a ideologia de gênero do Plano Nacional de Educação. A ideologia de gênero é a mais radical de todas, pois tem como objetivo destruir a família. O fato é que a maioria da população brasileira é contra o aborto e contra também a ideologia de gênero, porque é defensora da família.

Como explica Jorge Scala, “o conceito de gênero está imbricado no discurso social, político e legal contemporâneo. O significado da palavra gênero evoluiu para um significado que se diferencia da palavra sexo para expressar a realidade de que os papéis e a condição dos homens e das mulheres são estruturados socialmente e estão sujeitos á mudança”. Aí está o equívoco, quando a distinção homem e mulher é uma realidade biológica e não cultural, e da relação do homem e da mulher que a vida humana é gerada. Mas os ideólogos de gênero acham que não. Que cada um pode escolher a sua orientação sexual. Ainda explica Scala sobre a ideologia de gênero, dizendo que “o sexo passaria a ser uma questão biológica sem importância: o que definiria mulheres e homens é a sua psique, que não teria relação alguma com seu sexo corporal”. E ainda que “a diferença sexual não é meramente um fato anatômico, pois a construção e interpretação da diferença anatômica é ela mesma, um processo histórico e social”. Tudo isso cria uma confusão na cabeça das pessoas, principalmente nas crianças e adolescentes, ainda mais que tal ideologia tem sido disseminada sutilmente pela grande mídia, há décadas. O PSOL justifica a sua ação, dizendo que é preciso garantir os direitos das minorias, que não podem sofrer discriminação.

Espera-se que o STF reafirme o que os legisladores decidiram a respeito da matéria. A ideologização do sexo, uma força motriz da humanidade, é uma péssima ideia.

Valmor Bolan é Doutor em Sociologia. Professor da Unisa. Ex-reitor e Dirigente (hoje membro honorário) do Conselho de Reitores das: Universidades Brasileiras. Pós-graduado (em Gestão Universitária pela OUI-Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal-Canadá


Siga A IMPRENSA ONLINE no InstagramFacebookTwitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.


Últimas notícias


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.