Bahia encerra 2021 com safra de grãos 4,4% superior ao ano anterior

O décimo segundo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola estimou a produção em 10,5 milhões | Foto: Divulgação/AIBA

A safra de grãos alcançou 10,5 milhões de toneladas (t) em 2021 na Bahia, o que representa crescimento de 4,4% na comparação com a safra 2020. Foi colhida 6,8 milhões/t de soja em 2021, o melhor resultado da série histórica do levantamento, o que correspondeu a uma alta de 12,6% em relação a 2020. A área plantada com a oleaginosa totalizou 1,7 milhão de hectares, que superou em 4,9% a de 2020, e o rendimento médio esperado da lavoura ficou em 4,0 t/ha. 

“O Governo do Estado tem trabalhado muito para integrar agronegócios e desenvolvimento socioeconômico de forma sustentável. Dois grandes exemplos são o Médio São Francisco, que desponta como uma nova fronteira agrícola na Bahia e a região Oeste, que já é referência na agricultura irrigada, e vem crescendo com novas culturas. Então ver este resultado de 2021, nos dá energia extra para o trabalho. Incentivar a tecnologia e na educação são dois grandes objetivos. Em breve, inauguramos a maior escola agrícola no município de Barra e temos projeto de mais cinco. Vamos em frente na correria pelo nosso estado”, afirma o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento. 

Segundo o secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (SEAGRI), João Carlos Oliveira, “a confirmação pelo IBGE desse novo recorde histórico vem se somar a outros ótimos números que temos do agronegócio no estado. Tudo é resultado de um trabalho contínuo do Governo da Bahia, em conjunto com as secretarias voltadas para o setor, que impacta positivamente na economia do estado e na vida daqueles que trabalham no campo”. João Carlos ainda destacou o potencial de crescimento da agricultura baiana. “A SEAGRI trabalha forte para impulsionar ainda mais o setor e temos a convicção de que a Bahia continuará galgando patamares cada vez maiores, com reconhecimento não só da força da sua produção, mas, também, da sustentabilidade de suas práticas, atributos, aliás, que são cada vez mais valorizados no país e também no mundo”. 

Para a lavoura da cana-de-açúcar foi estimada produção de 5,5 milhões de toneladas, alta de 7,3% em relação à safra anterior. A estimativa da produção do cacau ficou projetada em 145,1 mil toneladas, o que representou um crescimento de 23% na comparação com 2020. As estimativas para as lavouras de banana (878,5 mil toneladas), laranja (634,3 mil toneladas) e uva (61,3 mil toneladas), por sua vez, registraram, respectivamente, variações positivas de 3,4%, 0,2% e 35,1%, em relação à safra anterior. Os resultados apontam para o bom desempenho da produção de frutas em 2021 no estado.

As informações do 12º Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são sistematizadas e analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan). 

Por Ascom/Seplan


Siga A IMPRENSA ONLINE no InstagramFacebookTwitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.