Incaper realiza Dia de Campo sobre Café e Abacate em Brejetuba

O objetivo principal do Dia de Campo foi disponibilizar tecnologias para a produção sustentável de abacate e café. Foto:Incaper/ES.

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em conjunto com a Associação de Produtores de Moradores de Alto Vargem Grande e a Prefeitura Municipal de Brejetuba, realizaram o “Dia de Campo sobre Sustentabilidade: Café e Abacate”. O evento foi realizado na comunidade de Alto Vargem Grande e teve a presença de 90 agricultores vindos de municípios como Venda Nova do Imigrante, Conceição do Castelo e Brejetuba.

O objetivo principal do Dia de Campo foi disponibilizar tecnologias para a produção sustentável de abacate e café. “O evento foi de grande relevância, tendo atraído agricultores multiplicadores, superando as expectativas de público”, disse Fabiano Tristão Alixandre, coordenador do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper em Brejetuba.

Os participantes do evento ouviram a palestra sobre “Manejo integrado de pragas do abacate”, ministrada pelopesquisador do Incaper, Maurício José Fornazier. Em seguida, foi realizada a palestra “Manejo integrado de doenças do abacate” com o pesquisador do Incaper, Helcio Costa. Depois teve visita a campo e parada para almoço. Na parte da tarde, o extensionista do Incaper, Fabiano Tristão Alixandre, ministrou a palestra “Tecnologias para produção de cafés especiais”.

Durante o Dia de Campo foi realizado ainda o lançamento do 9º Prêmio Café Sustentável de Brejetuba. No final do evento foram feitas entregas de equipamentos para comunidade de Alto Vargem Grande.

Para o técnico em desenvolvimento rural do Incaper em Brejetuba, Marx Bussular Martinuzzo, o motivo de realizar um evento falando sobre essas duas culturas é que o abacate se desenvolve bem na região, tendo mercado de venda sem competir com o café. “Buscamos aliar a alternativa econômica do abacate com o café. Eles se combinam na questão da mão de obra, quando os produtores não estão plantando o café podemplantar o abacate”, afirmou.

Texto: Cássio Simão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.