Renato Casagrande inaugura APAC de Cachoeiro de Itapemirim

Renato Casagrande. Foto: Hélio Filho/Secom

O governador do Estado do Espírito Santo, Renato Casagrande, participou, nesta sexta-feira (6), da inauguração da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Cachoeiro de Itapemirim, município da região Sul do Estado. A instituição, com capacidade para 40 recuperandos no regime fechado, é uma entidade civil de direito privado, com personalidade jurídica própria, dedicada à recuperação e à reintegração social dos condenados a penas privativas de liberdade. Ainda no município, o governador inaugurou o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Alto União.

Em sua fala, Casagrande comemorou a retomada do projeto que colabora com a ressocialização de apenados. “É bom retomar um projeto que começamos lá atrás. Melhor seria se não tivesse ocorrido essa descontinuidade. Estamos em um processo inicial, mas fazendo esse trabalho importante que são os novos prédios, onde serão as oficinas. Estou feliz, pois estamos recuperando o trabalho da APAC. Estamos começando bem estruturado. O encarceramento puro e simples não ressocializa ninguém. Precisamos dar oportunidades a essas pessoas”, disse.

A Secretaria da Justiça (Sejus) é responsável pelo repasse mensal aos gestores da APAC, visando à aplicação de sua metodologia, bem como ao atendimento das necessidades dos recuperandos assistidos, garantindo, assim, auxílio financeiro ao custeio da unidade conveniada, dentro de condições satisfatórias, bem como a valorização e dignificação do ser humano.

Foto: Hélio Filho/Secom

Para o secretário de Estado da Justiça, Luiz Carlos Cruz, a parceria com a instituição aproxima a sociedade civil do sistema prisional, que se responsabiliza pela assistência espiritual, médica, psicológica e jurídica.

“Precisamos criar oportunidades para o sistema prisional com ações que contemplam a ressocialização. A APAC é um projeto que não é uma aventura. Sua metodologia tem um compromisso com a sociedade. Para nós, foi uma felicidade encontrar o apoio do Poder Judiciário, do município e de voluntários para fazer esse projeto acontecer e, assim,  estabelecer a APAC local”, enfatizou Cruz.

Além do regime fechado, a APAC de Cachoeiro de Itapemirim também irá destinar 80 vagas para o regime semiaberto. A previsão é que a unidade esteja apta a receber todos os recuperandos no segundo semestre deste ano.

O coordenador da APAC de Cachoeiro de Itapemirim, Ademir Torres, reconhece o empenho do Governo do Estado para que o centro de ressocialização voltasse a funcionar no município. “A APAC é construída a várias mãos: voluntários, Poder Judiciário, Governo do Estado, por meio da Secretaria da Justiça, e reeducandos.  Em Cachoeiro isso já é uma realidade. Estamos empenhados em ajudar a constituir outras APACs no Espírito Santo, com o compromisso de transformar vidas”, disse.

O evento contou com a apresentação do grupo Nova Canção, composto por internos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Governo do ES.

AGRONEGÓCIOS CIDADES Cultura DIREITO & JUSTIÇA Economia Geral Internacional NOTÍCIAS OPINIÃO OPORTUNIDADES Política

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *