Linhares suspende vacinação por falta de doses

As doses da vacina se esgotaram na sexta-feira (27), devido à considerável procura pela imunização. Foto: Secom/PML

Está suspensa temporariamente a campanha de vacinação contra a gripe influenza, que voltaria acontecer a partir desta segunda-feira (30), em Linhares, Norte do Espírito Santo. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o Município aguarda a chegada de nova remessa de vacinas, que é distribuída pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e Ministério da Saúde.

Conforme a pasta, as doses da vacina se esgotaram na sexta-feira (27), devido à considerável procura pela imunização. “Assim que a remessa de vacinas for liberada ao Município, retomaremos a campanha de vacinação contra a gripe”, informa a diretora de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Linhares, Jackelene Ramos.

A campanha de imunização teve início no dia 23 de março e a estimativa é imunizar 15 mil idosos e 48 mil pessoas de todos os grupos contemplados com a campanha. Para os idosos, a partir dos 60 anos, a vacinação se estende até o próximo dia 15 de abril. Durante essa fase, também serão imunizados os profissionais de saúde, que são considerados grupo prioritário.

Fases da campanha

A vacinação de idosos é a primeira fase da campanha. A segunda fase inicia a partir do dia 16 de abril, também nas escolas da Prefeitura, tendo como público-alvo as pessoas com doenças crônicas.

A partir do dia 9 de maio se inicia a terceira e última fase, abrangendo crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes; mulheres que tiveram parto recente (puérperas), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, presos, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos, que neste ano também fazem parte do grupo prioritário.

Durante todo o período da campanha os demais grupos padronizados pelo Ministério da Saúde, como professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, poderão se dirigir a uma das 35 unidades de saúde do município. As salas de vacinação também funcionam das 7 às 17 horas.

Por Ívna Ferreira

AGRONEGÓCIOS CIDADES Cultura DIREITO & JUSTIÇA Economia Geral Internacional NOTÍCIAS OPINIÃO OPORTUNIDADES Política

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *