Janete de Sá pede retenção do passaporte do homem preso em Jaguaré por matar cachorro

A deputada Janete de Sá (PMN) | Foto: Ellen Campanharo

A deputada Janete de Sá (PMN), presidente da CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo, oficiou nesta quarta-feira, 14, os órgãos responsáveis para que entrem com medida cautelar afim de reter o passaporte de Manoel Batista dos Santos Júnior, preso ontem em Jaguaré, depois de ser flagrado por câmeras arrastando um cachorro até a morte, preso por uma corda amarrada no para-choque do veículo que dirigia.

“Essa é a primeira prisão realizada no ES por crime de maus-tratos contra os animais depois que entrou em vigor a nova lei que prevê prisão de 2 a 5 anos para quem comete esse crime bárbaro. A retenção do passaporte tem o objetivo que o agressor saia do país caso consiga um habeas corpus na justiça. Ele teve a prisão preventiva decretada e se encontra preso no Centro de Detenção Provisória de São Mateus”, declarou a parlamentar.

Nesta quarta-feira a CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa, após tomar conhecimento da denúncia envolvendo um “funcionário” do estabelecimento My Pets Creche Hotel, acionou  a Polícia Civil, através da delegacia de Meio Ambiente, para que solicite as imagens de vídeo monitoramento, das unidades de Vitória e Velha, dos últimos 60 dias. Solicitou ainda ao delegado Eduardo Passamani, que faça a oitiva do agressor e dos demais funcionários do estabelecimento. “Nós apuramos com rigor todas as denúncias que chegam ao conhecimento da CPI e não compactuamos com nenhum tipo de agressão aos animais. Assim que o inquérito policial estiver concluído a CPI vai solicitar ao Ministério Público que ofereça denúncia e puna o agressor com a pena máxima prevista em Lei. Solicitamos ainda ao delegado Passamani que intime um homem que na sexta-feira, dia 9, agrediu a pauladas o cachorro da raça pinscher, de uma vizinha. O animal corre o risco de ficar cego. Como não houve flagrante estamos pedindo providências a polícia civil”, declarou a deputada Janete de Sá.

Por Nety Façanha


Siga A IMPRENSA ONLINE no InstagramFacebookTwitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.


Últimas notícias


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.