Síndromes respiratórias afastam 89 profissionais de saúde em Linhares e rede de atendimento é reorganizada

Somente nas Unidades de Saúde são 44 servidores afastados de um total de 700 | Foto: Felipe Tozatto/PML/ES

A secretaria de Saúde do município de Linhares, região norte do Espírito Santo, realiza uma reorganização temporária do atendimento nas Unidades Básicas de Saúde. O motivo: o aumento do número de casos por síndromes respiratórias entre os profissionais de saúde do município, que sempre estiveram na linha de frente no combate à doença. Atualmente, são 89 profissionais afastados, entre médicos, enfermeiros, técnicos, agentes de saúde, odontólogos, auxiliares de consultório dentário, serventes e atendentes.

Somente nas Unidades de Saúde são 44 servidores afastados de um total de 700. Já no Hospital Geral de Linhares, o HGL, são mais 45 profissionais que estão temporariamente fora de suas atividades em decorrência de síndromes respiratórias. Os casos positivados estão concentrados em duas patologias: Covid-19 e Influenza, e todos com sintomas leves das duas doenças.

A situação, de acordo, com a Secretaria, obriga mudanças em toda a estrutura de funcionamento para o atendimento na rede pública de saúde. Além de sobrecarregar a escala de trabalho, compromete o tempo de espera por consulta nas Unidades, incluindo a Sentinela, e o próprio Hospital Geral de Linhares.

Essa reorganização da rede está concentrada no remanejamento interno e externo de pessoal, retorno de profissionais em férias e, no caso dos médicos, solicitação de substituições através de contrato de pessoa jurídica por meio do Consórcio Polinorte.

“Estamos vivendo um crescimento acelerado no número de casos de covid-19 e, embora os internamentos não estejam crescendo na mesma proporção, precisamos adotar medidas para reverter essa curva de crescimento, sobretudo entre os profissionais de saúde para que o atendimento à população não seja comprometido”, diz o secretário municipal de Saúde de Linhares, Saulo Rodrigues Meirelles.

Ele reforça que é preciso que as pessoas procurem as unidades de saúde para completar o ciclo vacinal no tempo recomendado pelas autoridades sanitárias, assim como mantenham os hábitos de proteção com o uso adequado de máscaras, higienização das mãos e aglomeração desnecessária.

Consultas eletivas continuam suspensas

Para possibilitar essa ampliação da capacidade de imunização e reduzir a circulação de pessoas nos serviços de saúde, secretaria municipal de Saúde de Linhares manterá a suspensão do agendamento de consultas e exames eletivos nas Unidades de Saúde na próxima semana. Serão atendidos apenas casos agudos e de maior urgência.

Também continuará sendo realizado o acompanhamento das gestantes e a dispensação de medicamentos. A vacinação de rotina seguirá em unidades de saúde específicas para esse atendimento.

Nesse período a odontologia só atenderá casos de urgência e emergências odontológicos.

Serão temporariamente suspensos os atendimentos coletivos como, grupos de atividades físicas, diabéticos, hipertensos e outros. Pacientes crônicos com quadro de descompensação deverão buscar atendimento, pois se enquadram como caso de urgência.

Pacientes crônicos acompanhados pelas unidades de saúde já tiveram suas receitas renovadas no fim do ano, quando as equipes realizam mutirões de atualização de consulta de rotina desses pacientes.

“Nós pedimos a compreensão e colaboração da população para que próximos dias procurem as Unidades de Saúde para atendimento de situações que realmente não possam aguardar. Essa mudança é temporária, e esperamos  pelo controle e diminuição dos casos para que seja normalizado o atendimento”,  orienta Saulo.

Por Alexandre Araújo


Siga A IMPRENSA ONLINE no InstagramFacebookTwitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.